Top Gun
Maverick: Por que o personagem de Tom Cruise não morreu
no final do filme?






O longa-metragem deu sequência a Top Gun: Ases Indomáveis e foi um sucesso.




Top Gun: Maverick é a segunda parte do clássico filme de 1986, também estrelado por Tom Cruise, no qual o ator reprisou o papel do tenente Pete Mitchell.



Desta vez, Maverick retorna com os melhores pilotos graduados de Top Gun, incluindo o filho de seu antigo amigo Goose (Anthony Edwards), o jovem Bradley Bradshaw (Miles Teller).





E, como uma sequência
que veio muitos anos depois, a possibilidade do tenente Maverick morrer era muito grande.



No final do filme, o personagem quase morreu: Depois de destruir com sucesso a planta de urânio subterrânea, Maverick e a equipe Top Gun estão travados em uma luta.






Bradley é alvo de um ataque de mísseis e, sem hesitar, Maverick sacrifica seu jato para salvá-lo.




O resto de sua tripulação assume que ele está morto e são ordenados de volta ao porta-aviões, mas Bradley desobedece às ordens e o ajuda.



Faria sentido Maverick morrer dessa maneira. No entanto, ele precisava desse momento para quebrar a barreira com o filho de Goose. Além disso, é provável que a franquia se torne uma trilogia.

MAVERICK: UM DOS

Top Gun -

APARECEU NO FILME

FÓRMULA 1 QUASE

MAIORES PILOTOS DA