GAY"

"ABERTAMENTE

SCOOBY DOO era

Personagem de

James Gunn, conhecido por Guardiões da Galáxia, foi o responsável pelo roteiro do primeiro live-action de Scooby-Doo, lançado em 2002.

Em publicação feita no seu Twitter, ele fez uma revelação sobre o filme.

Quase duas décadas depois de seu lançamento, o diretor afirmou que a super detetive da Mystery Inc., Velma, vivida por Linda Cardellini, era "explicitamente gay" em seu roteiro inicial.

Gunn confirmou que o filme dirigido por Raja Gosnell, tinha originalmente a classificação para menores de 13 anos, e que um primeiro corte foi classificado para menores de 17, "por causa de uma piada mal interpretada”.

Em uma publicação de comemoração nos 15 anos do filme, Gunn escreveu que o filme lançado "não era exatamente o que planejávamos" e que ele havia escrito "um filme mais ousado voltado para crianças e adultos mais velhos".

Agora, em resposta à um tweet sobre a Velma ser gay, Gunn respondeu: “Eu tentei! Em 2001, Velma era explicitamente gay em meu roteiro inicial".

A resposta dele, continua: "Mas o estúdio continuou diluindo e diluindo, tornando-se ambíguo (a versão filmada), depois nada (a versão lançada) e finalmente tendo um namorado (a sequência)”.

Em uma entrevista de 2002, a atriz que viveu Daphne, Sarah Michelle Gellar, disse à Sci Fi Wire que uma cena de beijo entre Velma e Daphne foi filmada, mas cortada do filme final.

 Confira Também:

SCOOBY! O FILME

BRASIL

EM STREAMING NO

EXCLUSIVAMENTE

SERÁ LANÇADO

Clique aqui e veja mais