EXPLICADO

O FAROL





Com O Farol, Robert Eggers
conseguiu entregar uma das
obras mais complexas já
vistas no cinema de terror
contemporâneo.

DA SOLIDÃO

DESTRUTIVIDADE

FILME SOBRE A

O FAROL É UM

Estar sozinho na história
representa o distanciamento
de si mesmo, e portanto, a
ascensão de um estado
psicótico e puramente
instintivo.

DA OBRA

PROTAGONISTAS

É UMA DAS

A MITOLOGIA


Vemos Thomas com tentáculos,
algas marinhas espalhadas pelo
corpo, e até um chifre de coral
saindo de sua testa.

Para muitos, o personagem
está caracterizado como
Proteus, filho de Poseidon.
Na mitologia, um dos principais
traços da entidade é a
violência, e a imprevisibilidade.

DO FAROL

POR TRÁS

A SIMBOLOGIA

O estado mental que o local
oferece é mais do que o
protagonista pode suportar,
pois ele já está entregue a
uma profunda perda de si.


Talvez, o farol represente
um estado de consciência
absoluta.

O primeiro, caiu das escadas
e teve o corpo comido por
gaivotas. Já o segundo, foi
condenado por Zeus a ter
o fígado eternamente
dilacerado por águias.


Tanto Winslow e o deus
grego foram castigados por
contemplar o que não deviam.

CONFIRA OS

MELHORES FILMES

DE TERROR

Clique aqui e veja mais