Johnny Depp recusou um dos melhores filmes de terror dos últimos anos e causou uma mudança completa





Outros nomes de peso foram cogitados para o papel, como Brad Pitt, Leonardo DiCaprio e Edward Norton.



Johnny Depp deveria ter estrelado um dos melhores filmes de terror psicológico das últimas décadas, mas recusou – e isso ajudou imensamente o projeto. 




O ator foi a primeira escolha para viver o protagonista de Psicopata Americano (2000): Patrick Bateman, o serial killer de Wall Street.



O produtor Edward R. Pressman comprou os direitos do filme em 1992, mas a fase de pré-produção foi marcada por  impasses, o que fez Depp perder o interesse e desistir.


David Cronenberg foi encarregado de dirigir o longa e Brad Pitt selecionado para interpretar Bateman, mas as exigências peculiares do diretor fizeram com que o time se desmantelasse.


Anos depois, Mary Harron foi contratada para comandar o filme. A Lionsgate sugeriu que considerasse Edward Norton para protagonista. Houve uma grande batalha em torno da escalação.


O estúdio resolveu sondar Leonardo DiCaprio.O ator recebeu uma cópia do roteiro e uma proposta de US$ 20 milhões. Porém, mais uma vez, Harron sentiu que o ator não tinha a ver com o personagem.


A Lionsgate ainda tentou Ewan McGregor. No entanto, o ator foi convencido pelo próprio Bale a recusar a oferta e deixá-lo pegar a oportunidade, tornando a primeira escolha de Harron definitiva.

Johnny Depp x

impactou o cinema

de Hollywood

judicial dos atores

Como a briga

Amber Heard: